Você sabe como escolher um bom dentista? Sabe quais problemas podem ser identificados? Qual a frequência correta para fazer uma visita de check up? Sabia que existem diversas especialidades dentro da odontologia? Provavelmente você tem a resposta para todas essas perguntas, então continue lendo esse artigo, que vamos explicar tudo!

 

PRIMEIRO DE TUDO: POR QUE IR PERIODICAMENTE AO DENTISTA?

Muitas pessoas tendem a pensar que o dentista só é necessário se houver alguma dor ou desconforto dentário, o que não é verdade! Ir com uma certa frequência ao dentista evita contratempos leves como cáries, até problemas mais sérios, como um câncer bucal.

Visitas regulares servem para observar o estado geral da sua saúde bucal, além de que limpezas frequentes tiram todo o acúmulo de tártaro e o excesso de placa bacteriana, evitando cáries ou risco de extração dental. A limpeza regular também evita problemas comuns, como periodontite e gengivite.

Se você tem próteses, não ache que pode dispensar a visita ao dentista! As próteses também acumulam bactérias e precisam de limpezas regulares.

 

QUAIS PROBLEMAS PODEM SER IDENTIFICADOS PELO DENTISTA?

São inúmeras as doenças que podem ser identificadas pelo dentista. Vamos citar as 5 mais comuns que tratamos no nosso consultório:

  1. CÁRIE

A cárie é uma deterioração da estrutura dentária provocada por bactérias presentes na boca, o que pode trazer graves consequências. Pode até mesmo provocar a necessidade de uma extração dental, ou gengivite, por exemplo.

  1. DTM

A Disfunção da Articulação Temporomandibular (DTM) pode provocar diversos sintomas como mandíbula estalando, dores de cabeça frequentes e dificuldades para abrir e fechar a boca. Muitas vezes a DTM está associada a outras doenças, como enxaqueca, então um tratamento correto poderá fazer uma enorme diferença na vida do paciente.

  1. GENGIVITE

A gengivite é caracterizada por uma inflamação no tecido gengival que deixa a região mais sensível e suscetível a sangramentos. É provocada pelo acúmulo de placa bacteriana nos dentes, muitas vezes provocada por falta de escovação adequada.

  1. PERIODONTITE

A periodontite é uma doença infecciosa e bacteriana que afeta os tecidos e ossos de suporte dos dentes. É um estágio mais avançado da gengivite, podendo causar a perda de osso em volta da raiz. Dependendo do estágio da periodontite, pode ser necessário, até mesmo, a extração dental.

  1. HALITOSE

O mau hálito também é considerado uma doença bucal. A halitose pode ser ocasionada por má escovação dos dentes e da língua, gerando acúmulo de bactérias e restos de alimentos. A doença também pode estar ligada ao tabagismo, alcoolismo, infecções bucais ou problemas estomacais.

 

COM QUE FREQUÊNCIA DEVO IR AO DENTISTA?

Se seus dentes e gengivas estiverem sem problemas aparentes, você poderá esperar de três a seis meses até agendar a visita ao seu dentista. Entretanto, se perceber a necessidade de algum tipo de tratamento – restauração, extrair um dente do siso ou dentes quebrados, por exemplo – hora de agendar!

 

 

 

QUAIS SÃO AS ESPECIALIDADES DE ODONTOLOGIA?

São várias as especialidades odontológicas, cada uma com suas normas e técnicas próprias. De acordo com a Resolução nº 161, de 2015, do Conselho Federal de Odontologia, as especialidades reconhecidas para registro dos profissionais em odontologia são:

Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial: especializada em diagnóstico e tratamento de doenças, traumatismos, lesões e anomalias desenvolvidas no aparelho mastigatório e estruturas associadas. Os profissionais podem realizar implantes, enxertos, transplantes, biópsias, cirurgias, entre outros.

Dentística: diagnóstico e prognóstico das doenças dentárias, procedimentos estéticos, educativos e preventivos.

Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial: promoção e desenvolvimento de conhecimentos que visam a melhor compreensão no diagnóstico e do tratamento das dores da região bucal e estruturas relacionadas.

Endodontia: diagnóstico, prognóstico, tratamento e controle das alterações da polpa e da gengiva.

Estomatologia: prevenção, diagnóstico, prognóstico e tratamento das doenças próprias da boca e suas estruturas.

Radiologia Odontológica e Imaginologia: profissionais especialistas na realização de exames de imagem e diagnóstico.

Implantodontia: especialistas em implantes de dentes. Pode ser próteses fixas unitárias, pontes fixas, próteses totais removíveis ou fixas.

Odontologia Legal: especialista em criminalística geral quanto à análise craniofacial e dental para resolução de casos policiais.

Odontologia do Trabalho: objetiva a manutenção da saúde bucal do trabalhador para que haja compatibilidade com a atividade exercida por ele.

Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais: diagnóstico, prognóstico e tratamento da saúde bucal de pessoas com algum grau de necessidade especial.

Odontogeriatria: especialidade voltada aos cuidados bucais de idosos. Relacionada ao conhecimento dos processos de envelhecimento da boca e estruturas associadas.

Odontopediatria: cuida da saúde bucal de crianças desde o nascimento até a adolescência.

Ortodontia: correção do posicionamento dos dentes com aparelhos corretivos fixos ou móveis.

Ortopedia Funcional dos Maxilares: trata dos casos de má oclusão. O profissional é apto a tratar os problemas bucais relacionados a dores na face e na cabeça, como o bruxismo.

Patologia Bucal: estudo clínico-laboratorial voltado às anomalias da cavidade bucal e estruturas relacionadas, com o objetivo de se obter o diagnóstico final e o prognóstico dessas alterações.

Periodontia: estudo, diagnóstico, prevenção e tratamento de infecções na gengiva e toda a área periodontal.

Prótese Bucomaxilofacial: reabilitação anatômica, funcional e estética da face, nas regiões do maxilar e da mandíbula, que tenham sido lesionadas pelos mais diversos motivos, desde traumas à malformação congênita.

Prótese Dentária: especialização para a reabilitação dos pacientes com perdas dentárias parciais ou totais.

Saúde Coletiva e da Família: análise, organização, planejamento, execução e avaliação de serviços, projetos ou programas de saúde bucal coletiva. É uma área muito relacionado a políticas públicas.

 

COMO ESCOLHER UM ESPECIALISTA DE ODONTOLOGIA PARA O MEU CASO?

É muito importante fazer uma pesquisa antes de optar pelo profissional ou pela clínica responsável pela saúde dos dentes. Um bom dentista é essencial para que os procedimentos sejam realizados corretamente e sem prejuízos a outros aspectos da sua boca.

Aqui na Oral 360 garantimos excelência em todos os aspectos que você deve considerar antes de contratar um profissional:

  1. Temos ótimas recomendações. São vários clientes satisfeitos com nossos tratamentos.
  2. Temos reputação e credibilidade no tratamento. Somos profissionais especialistas em odontologia, qualificados, que nos preocupamos com todos os aspectos da sua saúde bucal.
  3. Tratamento e tecnologia em um só lugar! Anestesia sem agulha, impressão 3D e a radiologia digital são algumas das novidades em nossas clínicas.

Agende agora uma avaliação e garanta o melhor para sua saúde bucal.